Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
  • (27) 2102-2220
  • (27) 99956-2200
  • contato@clinicadedores.com.br

Termografia infravermelha

A Imagem Infravermelha é um dos métodos mais modernos de diagnóstico da atualidade, sendo a TERMOGRAFIA INFRAVERMELHA considerada o “Exame da Dor”.

Resumo:

  • Especialmente útil em pacientes com dor crônica, auxiliando em diagnósticos oncológicos, neurológicos, osteo-musculares e vasculares.
  • A pele das pessoas com saúde possui uma SIMETRIA térmica indicativa de normalidade. Uma vez detectada qualquer ASSIMETRIA, isto indica uma alteração no organismo. Porém a mão humana só é capaz de discriminar alterações de no máximo 2°C. A termografia é capaz de avaliar até um décimo de grau centígrado de diferença (0,1°C).
  • Exame totalmente não invasivo e sem nenhum contato físico.
  • Não emite nenhuma radiação, não necessita contrastes, e é totalmente indolor.
  • Pode ser usada em crianças e gestante, sem nenhum tipo de risco.
  • Pode ser repetida tantas vezes quanto necessário, sem risco ou dor para o paciente.
  • Permite avaliar como o corpo está funcionando.
  • Um diagnóstico realmente precoce.
  • A detecção de doenças em fases mais precoces como: tumores de mama, doenças da tireóide, sobrecargas músculo-esqueléticas, alterações neurológicas, entre outras;
  • A avaliação da recuperação do organismo aos diversos tipos de tratamentos (medicação, fisioterapia, cirurgias, acupuntura, eletro-estimulação);
  • Economia de muito tempo do médico na avaliação do seu paciente;
  • Diminuição nos custos do tratamento do paciente, especialmente na diferenciação entre doença articular, neurológica, miofascial e circulatória em apenas um exame;
  • Evidências de lesão permanente através da documentação por imagem da resposta aos tratamentos: favorável, desfavorável ou sem mudança apreciável.
  • Acompanhamento mais seguro das doenças crônicas.
  • Permite que o paciente seja poupado de exames invasivos desnecessários e desagradáveis;
  • Orienta o médico na direção de tratamentos mais específicos para seu paciente;
  • Há quatro tipos de solicitações para Termografia Infravermelha (Termometria Cutânea):
  • – CORPO INTEIRO – MAMAS – CARDIOVASCULAR – PÉ DIABÉTICO.

Indicações:

  • Detecção de doenças em fases mais precoces, anos antes de aparecer algum sintoma, como: tumores de mama, doenças da tireóide, sobrecargas músculo-esqueléticas, alterações neurológicas, entre outras, auxiliando também no tratamento e monitoramento;
  • Avaliação da recuperação do organismo aos diversos tipos de tratamentos (medicação, fisioterapia, cirurgias, acupuntura, eletro-estimulação);
  • Evidências de lesão permanente através da documentação por imagem da resposta aos tratamentos: favorável, desfavorável ou sem mudança apreciável.
  • Dores crônicas de origens desconhecidas quando os exames convencionais não elucidaram o diagnóstico;
  • Alterações relacionadas à Fibromialgia
  • Auxilio diagnóstico em casos de artralgias, artrites e seguimento;
  • Dores relacionadas ao trabalho e esporte;
  • Quantificação da atividade simpática em casos de síndrome complexa de dor regional e avaliação após o tratamento farmacológico com bloqueios anestésicos e ou programas de reabilitação;
  • Dores de manutenção simpática subjacentes a dor no membro fantasma, dor pós-traumática e dor neuropática;
  • Em casos de lombociatalgias podemos detectar precocemente o sofrimento radicular.
  • Aferir o nível da condição circulatória cutânea, em doentes que candidatos à amputação e prevenir complicações secundárias a isquemia no coto;
  • Auxilio diagnóstico em casos de neuropatias sensitivas (fibras C) e anormalidades do sistema nervoso neurovegetativo simpático em diabéticos;
  • Auxiliar diagnóstico e prognóstico em casos de angiopatias e microangiopatias de diabéticos;
  • Prevenção e seguimento das úlceras plantares de diabéticos
  • Complementando a baropodometria na análise dos apoios viciosos dos plantas dos pés de deficientes, ou atletas que devem receber órteses, ou palmilhas.
  • Pé diabético e doença de Raynaud
  • Avaliação da dor de cabeça
  • Complementar no estudo do risco de infarto do miocárdio e da doença vascular cerebral em pacientes com aterosclerose, diabetes e hipertensão arterial sistêmica

Ao vir realizar o exame:

  • Venha tranqüilo e relaxado.
  • Troca de roupa no vestiário e segue para a sala de exame usando apenas um roupão.
  • Se você tiver ido a uma sessão de hidroterapia, massagem, fisioterapia, ou tiver tomado banho quente, ou ainda tiver feito exercícios físicos ou acupuntura espere pelo menos 3 horas antes de fazer o exame;
  • Nas 24 horas antes da termografia só tome os medicamentos estritamente necessários e recomendados por indicação médica.
  • No dia do exame não beba café, chá, bebidas alcoólicas, não faça refeições muito calóricas (gordurosas, doces), não fume e nem lave as mãos com água muito fria ou quente 1 hora antes.
  • Não aplique nenhum tipo de cosmético, filtro solar, hidratante, creme na pele na região próxima a que vai ser examinada 1 hora antes.
  • Use uma roupa confortável e cômoda, não apertada; evite tecidos artificiais. Não vá com roupas que possam apertar as regiões que vão ser avaliadas (sutiãs, cintas, relógios, anéis, correntes).
  • Traga seu histórico médico e laudos de outros exames que já tenha feito.
  • Não venha suado.
  • É conveniente que relaxe aproximadamente 20 minutos, sentado na sala de espera.
  • Não cruze e nem apóie as mãos e as pernas.
  • Se você não puder cumprir alguma das orientações acima, isso deve ser comunicado à equipe antes do exame
  • (27) 2102-2220
  • (27) 99956-2200
  • contato@clinicadedores.com.br